SEJAM BEM VINDOS!!

Fiz esse blog com incentivo de um amigo meu das letras. A princípio era mais uma brincadeira de escrever, mas aos poucos fui tomando gosto pela coisa, e hoje não consigo passar um dia sem "por os pés" aqui. Agradeço sinceramente os caros leitores que "pisarem" por aqui, também. Fiquem à vontade para comentar, sugerir, descer o cacete...rs, ou mesmo se tornar um "seguidor" desse democrático ou rabugento espaço (como queiram).

COMPARTILHANDO BLOGS

Olha quem acompanha esse blog:

sábado, 18 de julho de 2009

SOBRE AMIGOS...





Ainda não é o dia do AMIGO (pelo menos institucionalizado), mas eu acho que pra homenagear os verdadeiros AMIGOS não é preciso escolher data nem hora, basta ter um espaço: telefone, e-mail, outdoor, enfim...e como não sou besta nem nada aproveito esse espaço para postar estas linhas, em homenagem aos AMIGOS que passarem por aqui.



Um ABRAÇO AMIGO

Aquece corações frios

Convida à prece

Fortalece o espírito

Preenche a alma de seres vazios

Clareia mentes noctívagas

Quebra paredes imaginárias

Quebranta naturezas de pedra

Torna o infinito visível

Planta sementes em lugares áridos

Rega o chão de terra batida

Arranca as ervas daninha

Fecha feridas que o tempo abriu

Modela como os poetas os vocábulos tortos

Ressuscita no olhar a poesia morta

Cristaliza as metáforas incompreendidas

Aborta as palavras-lâminas

Desarma o humor bélico

Promove o AMOR em vez de guerra.

sábado, 11 de julho de 2009

MISTÉRIO OU EFEITOS FOTOCROMÁTICOS?

Foto by Selma (10/07/09 às 15:00)


Ontem estive na passeata do SINTEPE (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco) percorrendo várias avenidas do centro do Recife, reivindicando causas justas para a categoria. E passando com os companheiros, mais precisamente às 15:00h, às margens do Rio Capibaribe, fiquei encantada com a paisagem: o sol metia a cara sem pedir licença (mesmo sendo inverno, no nordeste é assim) por entre os prédios e as pontes, entre árvores e gente e invadia o rio com seus raios cristalinos.

Encheram-me os olhos aquele espetáculo da natureza! E minha síndrome de paparazzi arrebentou. Fotografei. Mas pra minha surpresa, quando cheguei em casa e descarreguei a foto no computador, a imagem era essa que vocês estão vendo acima: parece uma foto feita à noite sob o olhar atento de uma lua cheia. E mais, não consigo entender por que esse ponto preto no centro do sol. Já observei de todos os ângulos e não consigo entender o que houve. Se alguém entender o fenômeno ou é especialista em Fotografia, me explica.

domingo, 5 de julho de 2009

NÔMADE


Pousou num galho seco a esperança

Embora fosse outra cor, mas era ela


Ficou o dia e a noite em si mesma


Foram só minutos de uma eternidade sob o olhar


Calmo de quem bebe o orvalho vespertino


Asas molhadas mas não pesaram


As gotas escorrem sutilmente


O bico delgado sustenta o peso do canto mavioso


E arranca da garganta as tristes notas longínquas


Voou de sua casa-mãe pra acalantar os sonhos dos poetas


Fez amanhecer uma palavra esquecida no lodo verde das pedras


Acordou borboletas azuis, amarelas, brancas


Que alçam voos ao céu, ao sol, as nuvens


Mas voltam em versos exegéticos.


Aqui e ali deixou sinais de um retorno breve


Sob o sol nordestino e um céu de tanajuras.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

EXISTÊNCIA NIILISTA


Eu fui teu medo, teu temor, teu desamor
Pelos teus passos segui sem avisar

Provoquei teus instintos de dor e prazer sem hesitação

Um silêncio entrecortado por gritos macabros

Qual lâmina afiada rasgando o véu negro da noite

E em cada estrada perambulava os meus, os teus pés

Abriam-se feridas estranhas
rastros de uma imagem fria e dura
Atropelando os frágeis transeuntes
Engolidos pela cova aberta de uma existência niilista
Alguns vagalumes foram cúmplices pareciam entrincheirados

Mas os espaços vazados deixam passar os primeiros fios de luz

E violentam a paisagem noturna

Iluminando a outra face

Escondendo os seres que amam mais a noite que o dia.