SEJAM BEM VINDOS!!

Fiz esse blog com incentivo de um amigo meu das letras. A princípio era mais uma brincadeira de escrever, mas aos poucos fui tomando gosto pela coisa, e hoje não consigo passar um dia sem "por os pés" aqui. Agradeço sinceramente os caros leitores que "pisarem" por aqui, também. Fiquem à vontade para comentar, sugerir, descer o cacete...rs, ou mesmo se tornar um "seguidor" desse democrático ou rabugento espaço (como queiram).

COMPARTILHANDO BLOGS

Olha quem acompanha esse blog:

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Poema sem título


Singular e inaudível

Um passo no asfalto.

Só as paredes ouviram mudas

O nosso silêncio último

a tua ida

o adeus...

2 comentários:

Alisson da Hora disse...

O adeus. Sempre ele.

Adilson Jardim disse...

L'adieu, si douce, si amer (tão doce, tão amargo)...
E teus versos: cintilantes entre palavras evanescentes na página.