SEJAM BEM VINDOS!!

Fiz esse blog com incentivo de um amigo meu das letras. A princípio era mais uma brincadeira de escrever, mas aos poucos fui tomando gosto pela coisa, e hoje não consigo passar um dia sem "por os pés" aqui. Agradeço sinceramente os caros leitores que "pisarem" por aqui, também. Fiquem à vontade para comentar, sugerir, descer o cacete...rs, ou mesmo se tornar um "seguidor" desse democrático ou rabugento espaço (como queiram).

COMPARTILHANDO BLOGS

Olha quem acompanha esse blog:

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

DEGUSTAR



BEBI TEU SILÊNCIO

REGADO A VINHO

SORVI ATÉ A ÚLTIMA GOTA

PROVEI O SUAVE MEL

FUI AO CÉU...

EXPLOREI TEU PALADAR

NO CÉU DA TUA BOCA.

ENTÃO DESPI A TUA ESPÁDUA

E CONDUZI A MÚSICA

EM UM BANHO QUENTE

DE LINGUAGEM TÁTIL. (Selma, 2007)



4 comentários:

OÓCIO disse...

Olá, poetisa. Quando parece que vai direto ao ponto no tema, você dá o que os leitores precisam, quando vai escrever versos (linguagem "difícil", dizem), você já falou o que tinha para falar, né? Em outras palavras, o poema não entra pelo Sentido, mas pelos sentidos, in-cons-ci-en-te-men-te.

CÉU e MAR disse...

Sem dúvida. A linguagem poética é sensorial. Bjo! Fui>>>>>>>>>>>

helena disse...

Oi amiga! Os seus poemas não são apenas pra serem lidos, mas sentidos. Vá em frente!!! Bjs

CÉU e MAR disse...

Oi, Helena de Tróia! A tua visita deixa-me maravilhada. Volte sempre, a casa é sua...


Bjão!!!